Última Semana de Férias

A última semana de férias está chegando e gostaríamos de deixar algumas dicas para vocês aproveitarem bem esse tempinho, tanto para os colegas calouros quanto para os veteranos.

Bico do Papagaio

Bico do Papagaio

Além das praias:  Atalaia, Geremias, Cabeçudas, Brava, Morcego/Solidão e Amores, a cidade conta com outros tantos pontos turísticos, como os Molhes da Barra e a Pedra Bico do Papagaio, localizados na rota das praias na Av. Deputado Francisco Evaristo Canziani, no bairro Cabeçudas.

 

Tem ainda:

O Morro da Cruz: um lugar de onde você avista a maior parte da cidade, seu endereço é a rua Antônio Menezes Vasconcelos Drumond, no bairro Fazenda;

Morro da Cruz

Vista do Morro da Cruz

Parque da Atalaia

Parque da Atalaia

  • O Parque da Atalaia: o parque possui duas trilhas de aproximadamente 50 minutos que levam ao Mirante Água voltado a educação ambiental e ao Mirante Ar, que é destinado, principalmente a voos livres. Em ambos você terá uma linda visão da cidade também. Ele fica localizado na rua Lila Heusi, acesso pela Rod. Osvaldo Reis, no bairro Fazenda;
  • A Beira Rio: lugar típico para caminhadas, prática de esportes, bate papos ao ar livre com a família e amigos, sem contar a variedade gastronômica ao longo da Avenida Ministro Victor Konder;
Casa da Cultura Dide Brandão

Casa da Cultura Dide Brandão

  • A Casa da Cultura Dide Brandão: Composta por sala de leitura, biblioteca, salas de aula, de estudo, auditório e galerias. Ela ainda oferece cursos de Dança (Ballet e jazz) de Música (Violão, Guitarra, Bateria, Gaita de Boca, Violino, Coral, Técnica Vocal, Teclado, Piano) Artes Cênicas (Teatro e Clown) e Artes Plásticas (Desenho, Pintura em tela e Cerâmica). Seu endereço é a Rua Hercílio Luz, nº 655, no centroe seu horário de funcionamento é das 13h30 às 18h de segunda à sexta-feira;
Teatro

Teatro Municipal de Itajaí

  • O Teatro Municipal: Trouxe peças nacionais e internacionais neste mês de fevereiro. Tem ampla estrutura física e agradável. Vale a pena conferir! Seu endereço é Rua Gregório Chaves, nº111, no bairro Fazenda;

 

  • O Mercado Público: Lá você encontra lojas com artesanato da região, e culinária típica. Os pratos podem ser saboreados tanto na parte interna quanto na parte externa do mercado onde também acontecem encontros culturais e shows musicais. Se localiza na Avenida Ministro Victor Konder, s/nº, no centro da cidade;
  • O Píer Turístico de Itajaí: local onde os transatlânticos ficam atracados quando chegam à cidade. Fica localizado na Prefeito Paulo Bauer, 755, no centro.
  • A Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento: Considerada um dos maiores monumentos da cidade. Aberta durante todo o dia ao público. Nela acontecem missas diárias. Seu endereço é a Praça Irineu Bornhausen, perto do Calçadão da rua Hercílio Luz, no centro;
igreja2

Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento

itajaishpping

Itajaí Shopping

  • E o Itajaí Shopping: Além de opção para compras, o shopping ainda conta com uma praça de alimentação com várias opções gastronômicas e também com salas de cinema! Passou recentemente por uma grande reforma. Está localizado na Rua Samuel Heusi, nº 234 no centro da cidade.

 

 

Gostaram das dicas? Então aproveitem!

E para os roteiros externos, a sugestão é usar sempre protetor solar, além de se manter hidratado durante todos os passeios. Aproveite para curtir com sua família e amigos o tempinho que resta para recarregar as energias e começar o ano letivo com carga total! E a partir do dia 29, esperamos vocês de braços abertos, para juntos fazermos um belo ano no curso de RP!

Um abraço…

Por Fernanda Justino acadêmica do 5° período de Relações Públicas da Univali.

 

Mais informações, acesse:

http://goo.gl/xbwXQ3

http://goo.gl/LX9my7

Fonte das imagens: http://www.visiteitajai.com.br; http://www.grupoodp.com.br; www.panoramio.com

Anúncios

As Datas Comemorativas e Campanhas Institucionais

Atualmente as campanhas institucionais vêm ganhando espaço nos meios de comunicação sejam apenas imagens com algumas frases desejando felicidades nos dias comemorativos como dia das Mães, dia dos Pais, Natal, entre outros, como também grandes produções audiovisuais algumas com intuito de nos fazer pensar sobre a importância daquela pessoa em nossas vidas, nos emocionar, nos fazer pensar sobre nossas atitudes e comportamentos, mas também, fazer aquela marca/empresa presente nesse dia.

E é aí que entra mais uma das diversas atuações do profissional de Relações Públicas. Durante a graduação, aprendemos a criar roteiros, pensar em cenários, imaginar as cenas, a fotografia, o ângulo que melhor se encaixa, as luzes mais adequadas a serem usadas nas produções, quais poderão ser os equipamentos utilizados, como fazer edições, escolher trilhas que melhor se encaixam de acordo com a mensagem que queremos transmitir e Vu’a la, temos uma produção para campanha institucional.

Hoje, perto do dia dos pais, diversas marcas como Natura, Oi, Vick, Itaú, Gol, Marisa e Boticário apostaram nessas campanhas com produções audiovisuais. A mais visualizada no canal do youtube é a da Natura, ‘’Chame o abraço do seu herói preferido. Chame que vem, chame Natura” com mais de 6 milhões de visualizações, onde pais e filhos assistem juntos a um jogo de futebol no estádio e de repente, nos telões os filhos aparecem se declarando para os pais, onde também todo mundo pode participar usando a hastag #chameseuheroi para postar uma foto com seu pai nas redes sociais. A campanha termina com a frase ‘’Vários jogos, ídolos e emoções. Mas os grandes heróis daquela noite não estavam em campo. Estavam logo ali do lado, na arquibancada” uma bela homenagem a quem sempre está do nosso lado.

Segue os links de alguns vídeos institucionais veiculados esse ano:

Dia dos Pais Natura

Dia dos Pais – O Boticário

Itaú apresenta: Pai por Gustavo Kuerten

Marisa | Dia dos Pais 2015

Dia dos Pais GOL | Pais que ensinam a voar

 Homenagem ao pai com um abraço de filho – Dia dos pais #AbraceSeuPai | Vick BR

Por Fernanda Justino acadêmica do 4° período de Relações Públicas da Univali.

Univali recebe exposição dos 100 anos de Relações Públicas no Brasil

Para celebrar os cem anos das atividades da profissão de Relações Públicas no Brasil, o Conselho Federal de Relações Públicas (Conferp) e o Conselho Regional de RP/4ª Região (Conrerp), promoveram uma exposição com a memória fotográfica da profissão ao longo do século, e também, registros de comemorações sobre a data celebrada no ano passado em várias instituições do país. As comemorações contaram com uma logomarca criada pelo escritório de design Ana Laet, representada por uma ponte, com desenhos inspirados na obra de Juscelino Kubitschek, em Brasília-DF. A logomarca, que representa todas as atividades realizadas pelos profissionais de Relações Públicas, segue  a frase de Nietzsche propagada pelo Conrerp/4ª região, que diz: “O que é grande no homem é ser ponte, e não meta”.

001

A exposição, composta por 16 banners, já passou por alguns lugares do país e agora chega a Universidade do Vale do Itajaí. Ela ficará exposta nos pisos térreo e 1º andar do bloco C2, (bloco do curso de Relações Públicas) no Campus Itajaí, até o dia 10 de julho.

A necessidade profissionais intérpretes de LIBRAS na comunicação organizacional

DSC04448

As organizações têm incluído cada vez mais em seus quadros colaboradores surdos. Isto tem gerado uma demanda de profissionais preparadas para se comunicar por meio da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.  A Profª Veridiane Pinto Ribeiro, especialista em Libras e Mestre Educação da Univali, defende a importância das empresas oportunizarem vagas de trabalho para este público e, ainda,  a necessidade de estímulo das famílias na busca pela especialização dos surdos.

RP na Rede: A inclusão de pessoas com algum tipo de necessidade especial no mercado de trabalho cresce cada vez mais. Na sua avaliação,  as organizações estão preparadas para recebê-las?

A legislação tem pressionado as empresas a empregar pessoas com deficiência, e realmente as pessoas surdas têm encontrado espaço no mercado de trabalho. As vagas, em sua maioria, são para funções modestas, com salários igualmente modestos, mas cabe à pessoa surda ter interesse, esforçar-se para profissionalizar-se e atingir um melhor patamar profissional.

O problema é que nosso sistema educacional não prepara nem ouvintes e muito menos pessoas surdas para esta visão progressista. Se as pessoas surdas não estiverem amparadas por famílias atuantes e comprometidas, que as oriente sobre os desafios impostos pelo sistema competitivo do mercado de trabalho, elas acabam se tornando pessoas sem grandes ambições, desacreditas de si, de suas potencialidades e aceitam muitas vezes, condições bastante modestas no mercado de trabalho sem lutar por melhores colocações.

Há casos de sucesso. Há pessoas surdas que conseguem formar-se em cursos superiores, concluir mestrado e até mesmo doutorado, prestam concurso público e acabam conquistando espaços, principalmente como professores de libras, em Universidades por todo o país, mas é uma minoria. Alguns, destacam-se em áreas que dispensam o uso do som como designers, diversas funções que fazem uso da tecnologia da informática, mas, lamentavelmente, são poucos. Ainda precisamos avançar muito no sentido de preparar as pessoas surdas para concorrer no mercado de trabalho com igualdade de condições em relação às pessoas ouvintes.

Isto vai além de difundir o conhecimento em língua de sinais para propiciar o acesso a comunicação. Envolve também métodos de ensino específicos para pessoas surdas, adequações visuais para favorecer a compreensão, a formação profissional, o ingresso e uma melhor colocação no mercado de trabalho.

O que impede o avanço da melhoria da qualidade de vida das pessoas surdas em relação a atuação profissional é a visão reduzida da nossa sociedade que continua rotulando-as como deficientes, quando, na verdade, a deficiência está no nosso sistema social e educacional que é incapaz de produzir sistemas adequados de ensino-aprendizagem, corroborando para o rótulo de deficientes, limitando as possibilidades destas pessoas comprovarem o quanto são eficientes.

RP na Rede: Qual a vantagem para uma empresa que tem alguém que se comunica através da LIBRAS?

Na atualidade, estamos presenciando inúmeros movimentos no sentido de se valorizar a diversidade, seja em ambientes de trabalho, educacionais, de lazer. Conviver com as diferenças tem sido a bandeira da sociedade que tentamos construir com base nos princípios da inclusão. Independente das diferenças convivendo em um ambiente de trabalho, todos são importantes para transformar a visão de nossa sociedade segregacionista em uma sociedade em que o normal é sermos todos diferentes. Assim como a língua de sinais, o braille, tecnologias assistivas de comunicação alternativa aumentativa, deveriam circular em nosso meio como diferenças comuns, sem chocar, nem chamar a atenção, nem provocar comentários ou surpreender quem está em volta.

Conviver com as diferenças de forma natural nos faz mais humanos, mais sensíveis a necessidade do outro, mais generosos, compreensíveis, tolerantes, colabora para que a sociedade se liberte de preconceitos e se constitua na igualdade e no respeito.

Continuar lendo

Prêmio Destaque Roberto Simões de Relações Públicas

selo_premio

 Em sua 2ª edição o prêmio Destaque Roberto Simões de Relações Públicas tem o objetivo de reconhecer os profissionais de destaque nas categorias empresas públicas, empresas privadas, instituições de ensino e terceiro setor. Este ano o prêmio é aberto ao público e profissionais, instituições de ensino, empresas e entidades do 3º setor podem indicar profissionais de RP para concorrer a premiação.

A divulgação e premiação será realizada no dia 2 de Dezembro (Dia nacional das Relações Públicas) em um jantar de fim de ano do Conrerp 4ª região  a partir das 20h, no Clube Germânia (Av. Independência, 1299) Porto Alegre/RS.

Acesse o edital do prêmio e saiba mais no site http://www.conrerp4.org.br/home/show_page.php?id=5353&

Por Guilherme Henrique da Silva – 6º período do Curso de Relações Públicas da Univali

Univali recebe palestra com Head da Red Bull para América Latina

2182157

Fonte: LinkedIn

Pedro Navio apresenta Case do produto que é um sucesso no país

O Centro de Comunicação Turismo e Lazer (CECIESA – CTL) e o Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CECIESA – GESTÃO) da Univali, junto com o curso de Publicidade e Propaganda, recebe hoje, dia 3 de novembro, Pedro Navio, Head da Red Bull para América Latina. Ele irá ministrar a palestra “Case Red Bull”, sobre as ações que tornaram a marca um sucesso no Brasil e em mais de 140 países.

Pedro Navio é formado, desde 2003, em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e, em 2007, concluiu sua pós-graduação em administração pela Fundação Getúlio Vargas. A experiência de Pedro, que trabalha na Red Bull desde 2001, é uma boa oportunidade para os alunos conhecerem novos conceitos e ideias empreendedoras, e ficarem por dentro do que está acontecendo no mercado publicitário.

Red Bull é uma bebida energética sem álcool, comercializada desde 1887. Hoje a marca é famosa não só pelo seu sabor, mas também por sua embalagem, seus comerciais, que fogem ao estilo de outras propagandas de produto parecido, e também pelo seu vínculo com os jovens e o esporte.

A palestra será aberta a todos os alunos do Centro e irá acontecer hoje, no Anfiteatro Adelaide Konder, Campus Itajaí, às 19h10min. Não deixe de participar.

Por Bárbara Porto acadêmica do 4° período de Jornalismo da Univali.

A experiência de Analisa Brum com a criação de uma agência de endomarketing

editoria_palavra_20140523

 O mercado de agências especializadas em serviços de comunicação é promissor. Para se destacar neste cenário é necessário se especializar e diferenciar. Foi essa a ideia da Relações Públicas Analisa de Medeiros Brum, proprietária da HappyHouse Brasil, agência especializada em endomarketing. Ela conversou com o RP na Rede e contou um pouco sobre sua agência.

RP na Rede: Como surgiu a ideia de montar a agência especializada em endomarketing?

Analisa: Eu trabalhava na área de planejamento e projetos de uma agência de propaganda normal. A maior aqui do Rio Grande do Sul, a Escala. E eu já gostava desse tema de comunicação interna e já escrevia sobre isso. Eu já estava publicando meu terceiro livro sobre endomarketing e tive a ideia de usar o que eu tinha aprendido na agência de propaganda ao longo dos anos, de como deveria ser uma agência de propaganda, e a teoria que eu vinha construído e colocando em livro. E aí eu entendi que se eu criasse uma agência de comunicação interna, uma agência focada só em endomarketing, ela seria a primeira do Brasil. E já nasceria com o posicionamento, da primeira agência de propaganda interna do país. E foi assim que eu tive a ideia.

RP na Rede: Quais são os serviços da HappyHouse Brasil que são mais procurados pelas empresas?

Analisa: Eu costumo dizer que nosso conceito é ser uma agência de propaganda interna com espírito de consultoria. Por que como uma agência de propaganda interna, a gente cria, produz e entrega campanhas. Campanhas, ações, que são caracterizados por materiais. Então a gente fica aqui criando banner, cartaz, cartilha, folder, painéis, adesivos, tudo aquilo que uma empresa usa para se comunicar com seus empregados. As grandes empresas, que tem muitas unidades, que tem milhares de empregados, elas precisam de campanhas, de instrumentos. Então é isso que a gente faz, é uma coisa muito concreta. Mas a gente oferece também, quando um cliente entra, os serviços de diagnóstico, (fazer grupos focais, ouvir as pessoas), planejamento (de processos, de canais, de processos de comunicação interna), a gente oferece pesquisa quantitativa para medir os resultados do processo de comunicação interna, fazemos treinamentos. Agora, por exemplo, agora eu estava viajando porque eu treino lideranças para a comunicação. Então às vezes eu faço um roteiro, uma turnê por vários clientes, ou por várias unidades de um mesmo cliente. Então nós somos uma agência de propaganda interna, mas que faz também, planejamento, treinamento, diagnóstico e pesquisa. Eu costumo dizer que nós somos uma agência de propaganda interna com espírito de consultoria. E quando as empresas nos procuram, elas nos procuram muito mais porque a gente tem essa esse aspecto, essa parte de planejamento, de começar tudo do zero. E muitas vezes, a empresa já tem canais, já faz campanhas, mas ela quer reformular, ou ela quer adequar a estratégia dela, ou tem um novo presidente, ou um novo momento, ou a empresa foi comprada por outra. E ela quer recomeçar, nós somos muito procurados por isso. Eu diria para ti que, 80% das empresas nos procura por causa desse trabalho inicial. Mas essas empresas permanecem conosco ao longo dos anos, e a gente tem aí contratos de 14 anos, desde o inicio, tem contratos de 9 anos, de 6 anos já. As empresas permanecem conosco por causa da agência, por que aí a gente permanece entregando campanhas, criação.

Continuar lendo

A atuação do Relações Públicas na Produção Cultural

Ana Clara Marques formou-se em Relações Públicas pela Univali e atualmente trabalha na área de eventos culturais. A equipe do RP na Rede teve a oportunidade de acompanha-lá na organização do Festival Cultural Univali, e ver de pertinho como é o “mundo” dos eventos.

IMG_5793

 

RP na Rede: Por que você escolheu atuar na produção de eventos culturais?

Ana Clara – Os eventos culturais precisam muito de um planejamento estratégico e o RP possui esse conhecimento. Acho também que é um trabalho muito divertido. Quando eu fiz a disciplina de Planejamento no curso, o meu cliente foi um grupo artístico. Desde então percebi a necessidade de um bom planejamento e a dificuldade de atrair públicos, então considerei ser um nicho de mercado. Fiz o meu artigo científico e depois meu TCC com esse foco, para compreender a forma de atrair públicos para eventos artísticos.

Continuar lendo