Unibancas de Relações Públicas acontecem esta semana

Hoje e amanhã (4 e 5 de julho),  acontecem apresentações da 1ª parte dos Estágios Supervisionados do nosso Curso. Elas deverão ocorrer na sala 201 do bloco C2. Os acadêmicos do 7º período do curso de Relações Públicas que estão fazendo estágio supervisionado são:

  • Ana Claudia Medeiros, na Barbieri Litoral;
  • Ana Luiza Reis, na Casa do Turista em Bombinhas;
  • Beatriz Gervasio, na AMC Textil;
  • Camila Linnemann, no jornal Diário do Litoral;
  • Francine Michele Rita, na Secretaria Municipal de Educação de Balneário Piçarras;
  • Gabriel R. da Costa Noel, na Câmara Dirigentes Lojistas de Brusque;
  • Júlia Barreto da Costa, na Uniinova – Univali;
  • Katrini R. Vazzatta, na Visual Climatização e Garcia Equipamentos de Segurança;
  • Marceli Mafra, na Fundação Municipal de Turismo de Porto Belo;
  • Mariana Bender Baptista, na Cantu Pneus;
  • Matheus Pegoraro, na Arroba Design;
  • Sandriely Maia, na Fundação Univali;
  • Suelen Armanda Mota, na Viva Sport Academia;
  • Yur Candeias, na Câmara de Vereadores de Barra Velha.

Nos dias 6, 7 e 8 (quarta, quinta e sexta) será a vez das bancas de TIC (Trabalho de Iniciação Científica). Desejamos boa sorte e sucesso a todos!

Confira a seguir a programação completa:

UNIBANCAS - A3-02 IMPRIMIR

Programação do Seminário de Estágio Supervisionado

UNIBANCAS - A3-01 IMPRIMIR

Programação Unibancas TIC (Trabalho de Iniciação Científica)

Anúncios

QUER GANHAR INGRESSOS PARA WORKSHOP DE COACHING?

Coaching para você – Menor que meu sonho, não posso ser!

O evento acontecerá no dia 18 de junho, no horário das 09h às 17h, na Univali no Campus Itajaí. O workshop abordará temas como Gestão de Carreira – Segredos do sucesso na trajetória profissional, com palestrante Tom Coelho e Neurobusiness – Criatividade e negócios para momentos de crise, com a palestrante Inês Cozzo.

Um workshop interativo e dinâmico, com palestrantes renomados e especialistas no assunto, sob a coordenação da Professora Márcia Roseli da Costa e dos Coaches Beatriz Campos e Jorge Mac Dowell, com o apoio da Univali e outras instituições.

Para participar do sorteio você deve:

1 – Curtir nossa página oficial: https://www.facebook.com/RPUnivali

2 – Curtir e Compartilhar esse post em seu mural (em modo público).

3 – Comente seu nome e vínculo com a Univali, por exemplo: acadêmico, egresso, docente.

* Serão dois ingressos sorteados, um para acadêmico e outro para egresso/docente da Univali.

Mais informações disponíveis no regulamento da promoção: http://goo.gl/gaNMLV

Boa sorte!

13041049_719220464887312_3267467855050399357_o

Texto: Fernanda Justino – Acadêmica de RP/5º período.

 

 

 

 

Dica de Leitura

Free ebooks

Na profissão de Relações Públicas é muito importante manter-se atualizado. O RP na Rede sabe disso e quer te ajudar!

Estamos trazendo para vocês mais algumas dicas de livros online que trazem a opção de download gratuito.

Confira nos links abaixo:

Oliviofarias – Design para quem não é designer.

http://migre.me/tL3cN

design para quem não é designer.jpg

Livroslabcom – Fronteiras e Fundamentos Conceptuais das Relações Públicas – Volume 01

http://migre.me/tL3fM

Fronteiras e Fundamentos conceptuais das relações públicas.png

Google Livros – Para entender Relações Públicas

http://migre.me/tL3qf

Para entender RP - Teobaldo.png

Guilherme Alf – Adeus, golfinho feio

http://migre.me/tL3xC

Adeus Golfinho Feio - Guilherme ALf.png

Para ter mais opções, acesse o link: https://goo.gl/87SpNB

 

Aproveite sem moderação!

Texto: Rangel E. Agnolin acadêmico de RP/1º período.

Narrativas Empresariais como Estratégias de Engajamento

No Fórum de Liderança, o palestrante Olavo Pereira Oliveira, formado em Jornalismo pela UFSC e cineasta, que hoje atua como mentor de narrativas empresariais, abordou o tema storytelling no meio corporativo.

Mas o que é Storytelling?

Storytelling, é considerada a “arte de contar histórias relevantes”, utilizando palavras ou recursos audiovisuais para contar essa história, seja ela corporativa ou pessoal. É uma estratégia muito usada no marketing das empresas e no endomarketing para engajamento de colaboradores.

Um exemplo de storytelling de sucesso é o vídeo sobre os últimos desejos da Kombi.

Ele também contou na palestra um pouco sobre sua história. Foi quando confessou que sempre foi apaixonado pelo mundo do cinema, o que, segundo ele, o motivou em sua profissão. Em sua fala, o jornalista defende que as marcas devem contar suas histórias, mas sempre de forma verdadeira, sem alimentar fantasias sobre a fundação e trajetória da empresa ou produto. Olavo explicou que de forma criativa e envolvente, é fácil engajar os colaboradores considerando alguns aspectos como:

  • Motivação: O que te move para realizar um projeto?
  • Desafio: Qual desafio você precisa superar?
  • Meio: O projeto lhe ajudou ou irá ajudar a superar os desafios?
  • Impacto: Que impacto seu projeto irá trazer para o público?
  • Mensagem essencial: Qual é a mensagem central do projeto?

E, para se ter uma boa narrativa empresarial, segundo ele, deve-se conter os seguintes princípios da narrativa:

  • Empatia: é quando o público começa a se conectar com a história;
  • Conflito: é o que reforça a empatia quando o protagonista da história está em situações de conflito, que demonstram a personalidade do protagonista, desejos que quer alcançar, e acontecimentos que o impedem de realizar seus desejos;
  • Viradas: São acontecimentos no meio da história, que podem ou não levar o protagonista a conseguir o que deseja;
  • Transformação: é quando no final, ele consegue algo que considerava impossível ou nem imaginava que desejava inconscientemente aquilo;
  • Verdade: nada mais é do que a essência da história, deve ter relevância para o público, se mostrar verdadeiro e com um conjunto valores humanos.

Ele finalizou deixando uma mensagem para a plateia e a vontade de continuar a ouvi-lo.

“A história é o ponto de partida para a conexão entre as pessoas, e por isso, tem que falar de valores, de emoções e de algo que tenha significado para a vida delas’’ ( Olavo Pereira).

Texto: Fernanda Justino – Acadêmica de RP/5º período.

IMG_5643

O mentor de narrativas , Olavo Pereira Oliveira, em sua apresentação no Fórum de Liderança. Foto: Seepix.

EMBRACO: Foco na Cultura Corporativa

A Embraco, nasceu no Sul do Brasil, na cidade de Joinville (SC) em 10 de março de 1971, produzindo o frio. Possui 11.500 colaboradores espalhados pelo mundo, onde 15 destes trabalham na comunicação. São três unidades no Brasil, uma no México, um centro de distribuição e um escritório comercial nos Estados Unidos, uma unidade produtiva na Itália, na Eslováquia, duas na China e na Rússia, um centro de distribuição e um escritório comercial.

Sendo premiada em diversas categorias, a Embraco se destaca ao ser considerada por três vezes pela revista Guia Você S/A, como a melhor empresa para se trabalhar e também pelo prêmio ABERJE promovido pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial, com o case “WISEMOTION – Uma história em 12 idiomas”.

Desde 2014, a empresa passa por uma transformação na cultura. Para iniciar essa mudança, foi necessário realizar um planejamento, realizando um levantamento de quais os públicos que necessitariam passar por essa mudança, visando manter esse público sempre focado no cliente, com espírito inovador e de forma simples promovendo diálogo e engajamento. Nesta análise foram identificados como públicos-alvo a liderança, o administrativo e o operacional da Embraco.

O primeiro público a se envolver nessa transformação foi a liderança, para que assim os demais colaboradores tivessem seus líderes como exemplo a ser seguido.

A área de comunicação, pensando em uma campanha que abrangesse todos os colaboradores, de todas as unidades, uma vez que a Embraco é uma organização multinacional, teve o insight de desenvolver seu planejamento estratégico com o tema das olímpiadas, que ocorre no mundo todo.

Dentre as estratégias utilizadas está o storytelling, que teve início com o presidente da organização. Mais uma técnica usada foi o planejamento em meio à crise, que contou com os diretores sendo agentes da transformação, objetivando a transparência com o público interno.

Outro método utilizado foram as ações lúdicas, fantasiando e recriando um dos símbolos mais importante das olímpiadas, a Tocha Olímpica, que assim como a original, passará por vários países, só que desta vez sendo denominada pela Embraco como Tocha da Transformação, percorrendo várias bases produtivas e escritórios comerciais da organização.

As mudanças que ocorrem constantemente na comunicação da empresa, dá se por conta de que “faz necessário que todos os colaboradores saibam que tem a capacidade de fazer a diferença e devem ter como propósito de que não podem trabalhar só pensando em dinheiro, precisa no mínimo ter um pingo de prazer” afirma Charles França, e é isso o que a Embraco quer oferecer transformando sua cultura e qualificando sua comunicação para o público interno.

“Em tempos de crise, as empresas precisam de respostas rápidas e soluções adequadas para manter seus negócios saudáveis. Fazer isso de forma consistente significa dinamizar a cultura corporativa e a comunicação interna têm papel fundamental nessa mudança. Em 2015, a Embraco deu início ao Projeto Transformação, que tem como objetivo garantir simplicidade, inovação e foco no cliente à companhia. A palestra irá mostrar como a comunicação interna atua como um dos principais agentes dessa transformação. ”

Charles França, Líder de Comunicação e Sustentabilidade da Embraco Brasil

Texto: Naiély Belinato e Bruna Almeida, acadêmicas de RP/5º período.

Embraco

Acadêmica Naiély Belinato, Coordenador de Comunicação da Embraco Charles França e Acadêmica Bruna Almeida.

Cia Tigre: Comunicação para Um Mundo Melhor

Por ocasião de nossa ida ao Fórum de Liderança acontecido em Joinville, ficamos responsáveis por relatar a apresentação da Coordenadora de Comunicação Interna e Sustentabilidade do Grupo Tigre, Maria Regina Runze. A profissional abordou em sua apresentação, a força da marca Tigre refletida em seus projetos de meio ambiente, comunicação interna, transparência e envolvimento.

O Grupo Tigre foi fundado em 1941, por João Hansen Júnior, e atualmente é responsável pela produção e comercialização de tubos, conexões, janelas, portas e ferramentas de pintura. Tem mais de 8.000 funcionários e está presente em mais de 40 países, contando com 22 unidades no Brasil e 13 na América Latina.

Recentemente, o Grupo foi eleito a melhor empresa para se trabalhar no setor da construção civil pelo Guia “Melhores Empresas para Você Trabalhar”.

Maria Regina explicou que esta conquista só foi possível graças ao planejamento estratégico (2015-2020) e à elaboração de cinco batalhas determinadas pela companhia, que envolvem todos os seus colaboradores. Batalhas estas, segundo ela, divididas entre o cenário da empresa e o do mercado. Quanto à empresa, as batalhas se chamam: “o melhor ambiente”, “o instinto inovador e sustentável” e o “salto para a excelência”. Já referentes ao mercado, são elas: “colocar as garras para fora” e “ser a fera em tubos e conexões”.

Sobre a comunicação interna, Maria Regina apresentou algumas das estratégias utilizadas internamente, no caso, os canais de comunicação. Ela enfatizou a importância dos jornais físicos e online, do calendário das campanhas realizadas, do sistema intranet (comunicação interna online – empresa/funcionários), da revista e dos eventos realizados. Segundo ela, eles visam a integração, transparência e comunicação efetiva dentro da empresa, resultando em melhor rendimento por parte dos colaboradores.

Texto: acadêmicos Cecília Alves Martins, Gabriel Jonas Teixeira e Rangel Agnolin (1º período/RP). Foto: Seepix.

tigre

A Coordenadora de Comunicação Interna e Sustentabilidade do Grupo Tigre, Maria Regina Runze, em sua apresentação no Fórum de Liderança.

Catho e Sua Comunicação Inovadora

Durante o Fórum Liderança, o Diretor de Gente e Gestão da Catho, Murilo Cavellucci, também foi um dos palestrantes. Ele abordou o tema “Como uma comunicação inovadora contribui para o bom relacionamento corporativo ”, tema que foi case de comunicação da empresa em que trabalha atualmente.

A Catho é uma empresa pioneira no segmento de vagas de emprego online, com uma série de ferramentas e conteúdos para os candidatos às vagas e também para as empresas contratantes. Sua missão é “ Ajudar as pessoas a se realizarem profissionalmente, as empresas a serem mais produtivas, e o Brasil a prosperar. ”

Catho 3

Fonte: Instagram @vamos_juntos

Para tanto, a Catho adotou o que chamam de “ Nosso Jeito ” de fazer as coisas, que nada mais são do que seis atributos criados para guiar o comportamento dos colaboradores no cumprimento da missão da empresa:

  • Ser comprometido com o sucesso, que busca alcançar os resultados para o negocio e atuando de forma ética;
  • Ser criativo e antenado, que identifica e propõe melhorias, estimulando o debate, as novas ideias e a geração de respostas criativas;
  • Ser apaixonado pelo cliente, priorizando suas necessidades e o colocando no centro das decisões;
  • Juntos somos mais (+), que busca criar um ambiente colaborativo, valorizando as pessoas e seu desenvolvimento, respeitando a diversidade e alcançando resultados por meio do trabalho em equipe;
  • Buscar a excelência pura; que trabalha com qualidade e atinge objetivos com rapidez, menores custos ou melhores resultados, indo além das expectativas;
  • Ser ligado no negócio, que compreende a dinâmica do negócio e do mercado, é capaz de analisar, decidir e agir alinhado com objetivos estratégicos da empresa.

Com a mudança do mundo atual, onde a competição é com gigantes, pois a Catho antes do mundo digital era uma empresa de recrutamento de pessoas ‘’off-line’’, ela percebe que precisa ir além e estar apta para responder as demandas do mercado nessa era de transição.

Para isso, a empresa realizou uma série de transformações culturais dentro da empresa, adotando as seguintes práticas:

  • Todo dia é dia de bermuda, chega de roupas sociais e gravatas;
  • Programa para os papais e mamães
  • Kid’s day, um dia de diversão, em que os filhos dos funcionários vão para a Catho;

    Catho 2

    Fonte: Instagram @vamos_juntos

  • Incentivo ao uso de bicicletas como meio de transporte para o trabalho (criaram um bicicletário);
  • Sempre pensando na saúde e mobilidade;
  • Sexta-feira é dia de chinelo e do Papo Direto com o presidente. Sim, com todos de chinelo!
Catho 1

Fonte: Instagram @vamos_juntos

A empresa também acredita que a comunicação é o elemento chave no processo de transformação, mas segundo Murilo, “não basta só comunicar, é preciso agir e engajar os seus colaboradores”. Para terem dados concretos de como a empresa era vista por seu público interno, a empresa GPTW realizou uma pesquisa no ano de 2014, com os seus 950 funcionários, ocasião em que perceberam como deveriam fazer a comunicação da empresa ser efetiva. Antes, as únicas ferramentas de comunicação eram e-mail e jornal impresso (com diagramação falha).

Foi quando surgiram novos canais de comunicação e a restruturação dos que já existiam, como foi o caso do Vídeowall Antenados, e do TV Antenados.

O TV Antenados surgiu para trazer informações reais das áreas, assuntos relevantes do cotidiano da empresa, e conteúdos adicionais como trânsito, dicas de português, comportamento e carreira, entre outros, por meio de aparelhos de TV que foram instaladas nas áreas de café da empresa.

Também surgiu o “Aplicativo Conectados”, que traz várias informações, notícias e o jornal da empresa que antes era impresso, agora ele passou a ser em formato digital. Para o sucesso dessa ação, a empresa espalhou pelo prédio alguns tablets, fazendo assim com que todos os funcionários tenham acesso ao conteúdo.

Em relação a comunicação visual, a Catho resolveu plotar cartazes em pontos diferentes da empresa, como em banheiros e elevadores, cartazes estes que possuem as informações mais importantes da semana.

Tendo em vista que atualmente grande parte de seus funcionários estão presentes nas mídias sociais, a empresa criou um perfil no Instagram chamado ‘’@vamos_juntos”, com intuito de engajar e também informar seus funcionários sobre o cotidiano da empresa.

Já para integrar cada vez mais, a Catho criou o ‘’Café com o Presidente”, um café da manhã que ocorre uma vez no mês com o Presidente e 10 a 12 funcionários, numa sexta-feira, que também é o dia do chinelo o que contribui para um ambiente mais informal e descontraído.

E para comunicar, a empresa também criou sessões de comunicação entre gestores, líderes e uma reunião geral, chamada de Papo Direto, que ocorre entre o CEO e toda a empresa.

Além da oportunidade única de conhecermos mais a Catho, percebeu-se que a cultura da empresa foi muito impactada a partir dessas estratégias implantadas na empresa, pois são várias ações que circulam por toda a estrutura da empresa, atingindo todo o seu público interno, gerando além de funcionários mais e melhores informados também mais engajados com a empresa.

 

Fernanda Justino e Lilian Helena Franzen (acadêmicas do 5º período RP/Univali)

Catho

O Diretor de Gente e Gestão da Catho, Murilo Cavellucci, em sua apresentação no Fórum de Liderança. Foto: Profª Lígia Najdzion.

 

O Case de Comunicação da Cia.Hering no Fórum de Liderança

A história da empresa é contada por Rosilene Maria Oliveira Schuldt, Coordenadora de Comunicação Institucional – Cia Hering. Maior rede brasileira de lojas do varejo têxtil, a empresa nasceu em 1880, quando Bruno e Hermann Hering  inauguraram em Blumenau (SC), uma loja de camisetas básicas.  De lá para cá ela cresceu, passou por reestruturação e até quase faliu, mas se manteve e se mantém até então com destaque no mercado nacional e internacional. Atualmente emprega 8 mil colaboradores distribuídos pelas unidades fabris existentes em Blumenau e Indaial(SC), Anápolis, Goianésia, Paraúna, São Luiz de Montes Belos e Santa Helena de Goiás(GO), e Parnamirim (RN), no escritório em São Paulo e em algumas lojas próprias. Tem no mercado hoje, mais de 800 franquias, e uma produção que supera os 70 milhões de peças/ano.  Tem uma receita bruta de 1,9 bilhões e mantém seu administrativo em Blumenau e São Paulo. Atualmente a Hering veste um a cada dois brasileiros. Seu slogan “Cia.Hering. Aqui, a gente veste a vida”, traduz a proposta de um produto que faz parte da vida dos brasileiros e que quer continuar a sê-lo por muitos e muitos anos.

O case apresentado no evento, foi referente às comemorações dos 135 anos da empresa, acontecidos em 2015. Na ocasião, como objetivos da campanha, o pessoal da comunicação, apoiados pela administração superior, estabeleceu os seguintes propósitos: promover a marca institucional, promover a cultura da marca internamente, investir na comunicação interna, estimular o sentimento de pertencimento entre os pares, promover o sentimento de empoderamento e o orgulho de vestir a camisa da empresa.

Para tanto, lançaram desafios (em forma de ações) aos colaboradores, que estimulassem os sentimentos de protagonismo, orgulho e pertencimento a rede.

Ação 1: o que significa para você comemorar 135 anos?

Ação 2: criação do logo de comemoração 135 anos

Ação 3: produção de camiseta especial de presente para cada colaborador (camiseta)

Ação 4: Um Rolê Por Nossa História – informativo especial em meio digital, composto por 20 edições, que a cada semana foram compartilhando fotos da história da Cia.

Ação 5: o que cada um pode fazer para um mundo melhor?

Ação 6: camisetão #seconectanos135 que rodou por todas as lojas e unidades para selfies, motivação e divulgação

Ação 7: comemoração com bolo nas unidades

Ação 8: cápsula do tempo, que será aberta em 2030, quando a Cia completar 150 anos.

Ação 9: instituição do dia da básica, deu uma camiseta para cada colaborador #euvistoavida

Ação 10: que tal uma ligação diferente durante o dia? O presidente Fábio Hering ligou para alguns colaboradores.

Podemos entender que uma boa comunicação interna sabe reconhecer seu público colaborador, e concluímos que as pessoas fizeram a própria campanha!

Texto de Jéssica Mattana e Élin Cristine Schlindwein (acadêmicas do 3º período RP/Univali). Foto: Profª Lígia Najdzion.

Hering

A apresentação da Coordenadora de Comunicação Institucional da Cia.Hering, Rosilene Maria Oliveira Schuldt, começou com a apresentação da linha do tempo da empresa.

A Experiência da Brandili

No último dia 14 aconteceu em Joinville o Fórum Liderança – RH e Comunicação, organizado pela empresa Seepix de São Paulo. O evento contou com a participação de seis palestrantes, dentre eles Andressa Marchiorato responsável pela comunicação da marca de roupas infantis, Brandili.

A Brandili é uma empresa do Alto Vale Catarinense, tendo bases em Apiúna, Otacílio Costa e Blumenau, porém está presente em mais de 20 países.  Em 2014 a empresa completou 50 anos de história, e passou por uma grande mudança, passando de empresa familiar a buscar foco mais profissional.  Andressa falou sobre as estratégias utilizadas durante o período de transição, explicando a mudança que a comunicação promove em todos os setores, e apresentando as campanhas e programas de auxilio que a empresa possui, sempre com foco no colaborador, ou seja, transformando o colaborador em protagonista a história da Brandili.

Com um foco muito grande no público interno, a palestrante destaca que a Comunicação Interna é uma integração de Marketing, Comunicação e Recursos Humanos. Fazendo uma analogia com a natureza, Andressa compara a comunicação com uma árvore e seus galhos, todos conectados e interligados ao tronco central. A Brandili utiliza dessa comunicação integrada para motivar, engajar públicos diversos e reter talentos.  Além disso, Andressa deu ênfase na cultura de alta performance e a comunicação humanizada dentro da empresa, dando dicas aos profissionais que estão entrando no mercado de trabalho. Dentre essas dicas, utilizava exemplos vindos de dentro da Brandili, que deram certo e servem de modelo para outras empresas.

Com todo o processo de transição a adesão à comunicação humanizada, aquela que se fala de gente pra gente e utiliza do colaborador como protagonista, resultou em um grande avanço para a marca. Andressa destaca que a transformação acontece de cima para baixo, por isso os valores pessoais e os valores da empresa devem sempre andar juntos.

Laura Irigoyen e Francine Michele Rita (acadêmicas do 5º e 7º períodos RP/Univali)

 

13101363_10206317881722012_1084977724_n

As acadêmicas Francine (esquerda) e Laura (direita), com a palestrante Andressa Marchiorato.

 

E-Books de Comunicação Gratuitos para Download


Acabaram-se as desculpas para quem diz que não consegue livros de comunicação para ler!

Trouxemos para vocês links de sites que trazem a opção de download gratuito.

É muito simples. Basta clicar sobre o link do livro que você quer ler e colocar em dia a leitura escolhida.

Aproveite o feriado e as opções que trouxemos.

Anota aí:

Catraca Livre285 livros de comunicação e cultura digital para download.
 http://migre.me/tkC0x

Blog RelaçõesRelações Públicas, Tecnologia e Públicos.
http://migre.me/tkBWL

Blog Correionagô – 150 livros de comunicação para download gratuito.
http://migre.me/tkC36

Ojornalista.com – Livros de comunicação para download.
http://migre.me/tkC8s

Bom proveito!

Por Fernanda Justino acadêmica do 5° período de Relações Públicas da Univali.