Narrativas Empresariais como Estratégias de Engajamento

No Fórum de Liderança, o palestrante Olavo Pereira Oliveira, formado em Jornalismo pela UFSC e cineasta, que hoje atua como mentor de narrativas empresariais, abordou o tema storytelling no meio corporativo.

Mas o que é Storytelling?

Storytelling, é considerada a “arte de contar histórias relevantes”, utilizando palavras ou recursos audiovisuais para contar essa história, seja ela corporativa ou pessoal. É uma estratégia muito usada no marketing das empresas e no endomarketing para engajamento de colaboradores.

Um exemplo de storytelling de sucesso é o vídeo sobre os últimos desejos da Kombi.

Ele também contou na palestra um pouco sobre sua história. Foi quando confessou que sempre foi apaixonado pelo mundo do cinema, o que, segundo ele, o motivou em sua profissão. Em sua fala, o jornalista defende que as marcas devem contar suas histórias, mas sempre de forma verdadeira, sem alimentar fantasias sobre a fundação e trajetória da empresa ou produto. Olavo explicou que de forma criativa e envolvente, é fácil engajar os colaboradores considerando alguns aspectos como:

  • Motivação: O que te move para realizar um projeto?
  • Desafio: Qual desafio você precisa superar?
  • Meio: O projeto lhe ajudou ou irá ajudar a superar os desafios?
  • Impacto: Que impacto seu projeto irá trazer para o público?
  • Mensagem essencial: Qual é a mensagem central do projeto?

E, para se ter uma boa narrativa empresarial, segundo ele, deve-se conter os seguintes princípios da narrativa:

  • Empatia: é quando o público começa a se conectar com a história;
  • Conflito: é o que reforça a empatia quando o protagonista da história está em situações de conflito, que demonstram a personalidade do protagonista, desejos que quer alcançar, e acontecimentos que o impedem de realizar seus desejos;
  • Viradas: São acontecimentos no meio da história, que podem ou não levar o protagonista a conseguir o que deseja;
  • Transformação: é quando no final, ele consegue algo que considerava impossível ou nem imaginava que desejava inconscientemente aquilo;
  • Verdade: nada mais é do que a essência da história, deve ter relevância para o público, se mostrar verdadeiro e com um conjunto valores humanos.

Ele finalizou deixando uma mensagem para a plateia e a vontade de continuar a ouvi-lo.

“A história é o ponto de partida para a conexão entre as pessoas, e por isso, tem que falar de valores, de emoções e de algo que tenha significado para a vida delas’’ ( Olavo Pereira).

Texto: Fernanda Justino – Acadêmica de RP/5º período.

IMG_5643

O mentor de narrativas , Olavo Pereira Oliveira, em sua apresentação no Fórum de Liderança. Foto: Seepix.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s