Entrevista com Jean Pablo – Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas

 Jean Pablo formou-se em 2009/2 na Universidade do Vale do Itajaí em Comunicação Social com Habilitação em Relações Públicas. Atualmente trabalha como apresentador da TVBE.

RPnaRede – Qual a contribuição da formação em Relações Públicas para trabalhar em veículos de comunicação como rádio e TV?
Jean Pablo – Quem está na TV e no Rádio tem de alguma forma a sua imagem exposta. Relações Públicas é para mim um estilo de vida, a arte de lidar com a ação e reação das pessoas. A forma como você se comunica pode fazer toda a diferença. O RP aprende na sua formação a manipular o seu público. Entenda o termo manipular como preferir, para o bem ou para o mal, vai do caráter de cada comunicador.

 RPnaRede – Como a clipagem pode gerar resultados para as empresas?
Jean Pablo – A nossa empresa atende empresas pequenas, médias, grandes e gigantes. Todas querem saber o que, como e o quanto estão falando de suas empresas e de seus concorrentes. Quando falamos em comunicação muitos profissionais, fugindo da responsabilidade, dizem que em comunicação, os resultados são de médio e a longo prazo e que é muito difícil mensurar (eles adoram esta palavra) os resultados em dinheiro. Em termos de mídia espontânea é muito fácil, quando se faz um clipping profissional como é o nosso caso, todo mês é feito um gráfico com as tabelas de cada jornal, rádio ou televisão, mostrando o que saiu de positivo e negativo e quanto aquilo custaria. Sendo que como foi espontâneo o valor é maior, pois a credibilidade com quem lê é muito maior. Poderia escrever um livro de como o clipping é importante para uma empresa, mas um argumento interessante que uso, vai para os assessores de imprensa:

Se um assessor de imprensa ganha R$ 2.000,00 por mês, mas consegue R$ 100.000,00 em mídia espontânea comprovado pelo clipping de uma empresa séria, ele garante o seu emprego, e ainda pode pedir um aumento.

RPnaRede –  Sobre a jornada acadêmica, o que você indica aos estudantes de RP?
Jean Pablo – Indico que não fiquem só na Margarida Kunsch, (como se fosse pouco) mas que leiam coisas que complementem a sua formação, os livros de comunicação você acaba sendo obrigado a ler em virtude dos trabalhos. Penso que o profissional hoje que fica só na sua área já está atrasado. Você tem de entender de administração, Marketing, Fotografia, Photo Shop e etc.

RPnaRede – Como surgiu essa oportunidade de ser comentarista de futebol?
Jean Pablo –  
Sempre gostei de futebol, absolutamente tudo sobre futebol. Quando tinha 15 anos surgiu a oportunidade de fazer um programa em uma rádio comunitária próximo a minha casa, fiquei lá dois anos. Depois surgiu a oportunidade de fazer um programa de esportes em outra rádio comunitária. O programa chamava-se Arquibancada Show. Um dia o gerente comercial da TVBE ouviu o programa e virou ouvinte assíduo. Fez matérias conosco, convidou para participar do programa. Certa vez o repórter do esporte pegou férias e eu cobri as férias do mesmo, nunca tinha feito TV, mas não sou de recusar desafios. O repórter voltou e eu sai, dois meses depois a TVBE precisou de alguém para apresentar o programa ‘’Ronda Policial’’, aceitei e lá fui eu novamente. Depois passei a apresentar o programa ‘’Em Defesa da Gente’’, para encurtar a história o gerente que me levou para a Tv foi contratado pela Ric Record, eu fiquei no seu lugar, assumindo a direção do esporte da TVBE. Hoje apresento o programa Esporte TV de segunda a sexta das 13:00 as 13:30. 

RPnaRede – Qual a sua visão sobre o  mercado de Relações Públicas?
Jean Pablo –
É um mercado em expansão, toda e qualquer empresa pode ter um setor de comunicação e se tem o setor, cabe um profissional de RP. Mas eu tenho um pensamento um pouco radical nesse sentido, penso que a tendência é todos serem free, não terem mais vínculo empregatício com as empresas, apenas prestarem serviço a elas. Nisso os Publicitários saem na nossa frente, a grande maioria sai da faculdade com a idéia de abrir uma agencia, a qual também podemos abrir e fazer melhor, pois temos muito mais noção de planejamento que eles, para as funções operacionais ai você contrata um publicitário. Para quem acompanhou a palestra do Professor Marcelo Peruzzo fica a dica: “Pense e deixe que outros Processem, assim você fica rico”. O acadêmico de RP na minha opinião é pouco estimulado ao empreendedorismo, quem for um RP empreendedor ganhará dinheiro, quem não for, poderá trabalhar em uma grande empresa porque não? Mas o dia que esta empresa tiver problemas financeiros o setor de comunicação será o primeiro a receber os cortes. 

Considerações Finais

Agradeço a oportunidade e digo aos leitores do blog, principalmente aos calouros e acadêmicos que ainda não entraram no mercado de trabalho. Pense grande, pois pensando grande se você for mal sucedido ainda será maior que aquele que pensou pequeno e se deu bem. Deu para entender? É meio confuso mas é isso mesmo, arrisque! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s