O profissional de Relações Públicas e a Comunicação Interna Organizacional

A chamada “rádio peão” é uma “erva daninha” que deve ser ceifada das organizações. Para tanto, não basta a adoção de políticas de endomarketing, se estas não estiverem integradas ao departamento de Relações Públicas.

Uma vez perguntado como poderia não entender de nada da maioria das coisas que construía em sua empresa e ainda assim ser considerado o empresário do século, Jack Welch, norte-americano e antigo presidente da GE (General Elétric) respondeu que não precisava entender de tudo, mas precisava entender de pessoas.

Hoje, a GE ( General Eletric ) em sua filial brasileira, possui  um modelo de comunicação interna a ser seguido. Toda e qualquer organização, seja do terceiro setor, religiosa ou política, necessita de resultados financeiros positivos e estes são alcançados através das pessoas ( funcionarios da empresa ). Existem “cases” de organizações que são modelos de políticas motivacionais, mas estas são aplicadas, não pelo motivo de tornarem seus funcionários felizes. Mas, sim estas políticas motivacionais são utilizadas como um “meio” para se chegar ao “resultado positivo”.

O conjunto de políticas motivacionais, na atualidade é denominada de “endomarketing”, porém, para que estas políticas tenham êxito são necessárias “informações”, pois, como sempre destaco aos meus alunos: Informação é poder !!! sempre deixo claro em minhas aulas, que a pior coisa que pode existir em uma empresa, é a chamada “rádio peão” esta rádio que presta serviço de “inutilidade pública” apresenta informações que destroem a missão de muitas empresas.

Dentre os novos desafios, do profissional de Relações Públicas, também se encontra a tarefa de comunicação interna, esta com o objetivo de informar e gerar conhecimento ( poder ) aos funcionários da empresa, para se atingir a sua missão, valor e visão. Cabe ao Relações Públicas, zelar pela imagem organizacional, perante ao chamado “steakholders” .

Hoje, o avanço tecnológico permite a utilização de novas ferramentas de comunicação e devem ser utilizadas com eficiência e eficácia, para minar o mal que a “rádio peão” causa as empresas. Trabalhei por alguns anos, como relações públicas, de uma empresa multinacional petroquímica. Lá, conheci o poder da “rádio peão”, posso falar que esse poder advinha da ineficiência ( ausência ) de políticas de endomarketing, que por sua vez não interagia com o setor de relações públicas, resultando em resultados aquém do previsto pela matriz.

Em síntese, a comunicação interna, em qualquer tipo de organização, tem a função primaz, de garantir o resultado a organização e se esse é negativo, em grande parte deve-se a falta de uma eficaz comunicação interna e o Relações Públicas, como “zelador” do “branding” externo e interno. tem um papel de liderança.

Como dizia um grande comunicador brasileiro popular: “…Quem não se comunica, se trumbica…”

Fonte: www.administradores.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s